Qual diferença entre sistema elétrico monofásico, bifásico e trifásico?

Qual poste padrão escolher?

Por Ricardo França 12/11/2021 - 19:00 hs
Foto: Arqweb
Qual diferença entre sistema elétrico monofásico, bifásico e trifásico?
Qual poste padrão escolher?

Se você vai construir, já passou pela fase do projeto, planejamento e obteve o alvará junto a prefeitura de sua cidade com autorização para inicio da sua obra, é hora de fazer os preparativos preliminares e um dos primeiros passos é montar a infraestrutura para receber a energia elétrica, água e em alguns caso o gás encanado. 

É muito comum que as pessoas tenham dúvidas sobre como diferenciar os sistemas monofásico, bifásico e trifásico. Eles devem ser escolhidos de acordo com a necessidade de consumo de energia, tendo como base a potência dos eletrodomésticos ligados à rede.

Uma obra é cheia de decisões a serem tomadas e uma dessa primeiras decisões é que tipo de poste comprar! E para isso é necessário ter um profissional orientando e preferencialmente um projeto complementar de elétrica especificando qual o tipo de sistema elétrico será aplicado em sua obra! E ai surge a primeira questão: Qual diferença entre sistema elétrico monofásico, bifásico e trifásico? 

Se houver um projeto elétrico, estará especificado nele. A Arqweb preparou esse artigo para auxiliar qual o poste padrão escolher para a sua obra. 

Primeiro importante saber que Poste Padrão ou Poste Pronto é a mesma coisa. 

O Poste Padrão é um conjunto de instalações composto de caixa de medição, sistema de aterramento, condutores, disjuntores e outros acessórios indispensáveis a ligação.

Antes de tudo é muito importante saber que poste padrão não é tudo igual, existindo vários critérios que devem ser seguidos para a escolha

Existem diversos tipos de poste padrão: 

Os mais comuns instalados em residência são os postes padrão Monofásicos, poste padrão Bifásicos e poste padrão Trifásicos.

Veja detalhes de casa um deles logo abaixo, nessa série de artigos que a Arqweb abordará cada passo da obra, sem deixar de dar dicas e macetes das fases já ultrapassadas, como a de projeto e planejamento da construção de sua nova casa. 

Os sistemas mono, bi e trifásicos são utilizados de acordo com a potência elétrica total de todos os equipamentos ligados à rede. 

As instalações de energia podem ser mono, bi ou trifásicas de acordo com a necessidade de cada consumidor

Rede monofásica

Quando o transformador é monofásico, a ligação entre ele e o local abastecido pela energia elétrica é feita apenas com dois fios: uma fase e um neutro. Esse tipo de instalação proporciona tensões elétricas máximas de 127 V e só é utilizado quando a potência máxima de todos os equipamentos residenciais chega a 8000 watts.

Rede bifásica

A ligação da rede bifásica é feita com três fios, dois fases e um neutro. As voltagens são 127V e 220V e consegue atender entre 12.000 e 25.000 Watts de potencia. Esse tipo de distribuição é normalmente instalada em regiões rurais, pois não haverá tanto consumo de energia como nas áreas urbanas.

Na zona urbana pode ser o ideal para a maioria das pessoas, já que, com duas fases e um neutro, fica mais fácil equilibrar as cargas da casa. Ex.: 50 amperes de cada fase, totalizando 100 amperes, o que permite distribuir os eletrodomésticos que mais “puxam” energia sem que sobrecarregue o sistema e, consequentemente, desarme o disjuntor. Para residências, quando a soma das potências dos equipamentos ultrapassa 8000 watts, a ligação mais indicada é a trifásica.

Rede trifásica

O fornecimento trifásico, utilizado nas regiões urbanas e por indústrias, é a ligação feita por quatro fios: três fases e um neutro. As tensões elétricas proporcionadas são de 127 V ou 220 V, e a soma das potências de todos os equipamentos ligados à rede pode ser de 25000 watts até 75000 watts.

Vantagens da rede trifásica

  • Evita quedas inoportunas de energia quando diversos equipamentos estão ligados ao mesmo tempo;
  • A potência total nunca é nula, pois sempre existe fornecimento de energia para os equipamentos;
  • Motores trifásicos são menores que seus correspondentes monofásicos de mesma potência;
  • Sistemas trifásicos precisam de menores quantidades de cobre e alumínio para oferecer a mesma potência que um sistema monofásico equivalente.

Fontes:

https://realfa.com.br/produto/poste-padrao/

 https://www.preparaenem.com/fisica escrita pelo Prof. Joab Silas da Silva Júnior