Qual a diferença entre a laje protendida e treliçada?

Dica de obras

Por Ricardo França 30/08/2021 - 20:30 hs
Foto: Arqweb
Qual a diferença entre a laje protendida e treliçada?
Sistema de laje protendido da Urbano Lajes com 10 metros de vão. Obra: Piracicaba, SP

Já comentamos aqui na Arqweb quais as vantagens do sistema de laje protendida para sua obra, apresentando como diferencial desse sistema de laje o de proporcionar vãos maiores e que dependendo do projeto é possível grande economia na obra.

Porém, nem sempre o sistema de laje protendido é vantajoso e diante das opções de lajes disponíveis no mercado, a equipe da Arqweb realizou uma pesquisa comparar as diferenças entre os sistemas de laje protendida e a treliçada e apresentar as diferenças. 

Vantagens

As duas lajes são indicadas para empreendimentos residenciais e comerciais. No entanto, a laje pré-fabricada protendida possui capacidade de suportar cargas (capacidade portante) bem acima dos valores normativos das configurações básicas para pequenos vãos, o que representa um fator favorável à segurança do projeto. Conforme estabelece a Norma Técnica NBR 6.120 – Cargas Para o Cálculo de Estruturas de Edificações, a sobrecarga mínima exigida para um projeto residencial é de 150 kg/m² (para sala, dormitórios, copa, cozinha e banheiro). A laje protendida em alguns casos suporta até 400 kg/m².

Além disso, esse sistema tem resistência suficiente para garantir vãos entre pilares distantes entre si de aproximadamente 10 metros ou até mais, de acordo com o Engenheiro Fábio Júnior, diretor comercial da Urbano Lajes, localizado na região de Piracicaba. O engenheiro observa ainda que há um ganho de cerca de 50% no tempo de execução do escoramento no sistema de laje protendida, com relação à treliçada.

Material

Embora o orçamento da execução da laje protendida em algumas obras e empreendimentos seja menor, o custo unitário do material é mais alto (sem considerar mão de obra, locações e demais insumos). 

A explicação para o custo mais elevado é que a fabricação da laje protendida requer maquinário especializado para garantir o controle preciso da adição do concreto que dará a resistência característica desse tipo de sistema. Por isso, o preço praticado pelo fornecedor é maior do que o da treliçada, cuja fabricação é mais simples.